Terça-feira, 25 de Junho de 2019
Brasil

Detentos de presídio de Ouro Fino são aprovados em vestibular do Instituto Federal

Dois presos aguardam mudança para regime semiaberto para começar os estudos.

Publicada em 23/01/19 às 17:43h - 44 visualizações

por CARMO DE MINAS NOTICIAS


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: CARMO DE MINAS NOTICIAS)
Dois detentos do presídio de Ouro Fino (MG) foram aprovados no vestibular do Instituto Federal do Sul de Minas em Inconfidentes (MG). Presos há mais de um ano, Rafael e Mateus prestaram a prova e agora aguardam a mudança para o regime semiaberto para poderem começar as aulas.

Matheus Alderigi Teodoro foi aprovado na turma de tecnologia em rede de computadores. Já Rafael Vilas Boas vai cursas ciências biológicas. Ex-aluno de gestão ambiental do IF de Inconfidentes, foi dele a ideia de prestar a prova, depois de um projeto de leitura.

“Nós instalamos um projeto em parceria com duas professoras aqui do campus. No primeiro encontro, nós tivemos a oportunidade de conversar com alguns condenados. Dentre eles, o Rafael, que manifestou o desejo de voltar a estudar”, contou o diretor geral do campus, Luiz Flávio Reis Fernandes.

Para Rafael, é uma oportunidade de se recuperar. “Eu espero sair daqui, de poder me formar e não voltar mais pro crime, com a possibilidade agora de virar professor”. Matheus também aposta na recuperação. “A gente busca o melhor pra gente lá fora. Devido a gente estar aqui, cometeu erro mesmo, está pagando por isso. Mas a gente tem que batalhar por um futuro melhor”.

Segundo a assessora jurídica do presídio, Ana Dione, após a iniciativa dos presos de prestar o vestibular, foi preciso entrar em contato com o IF para aplicação da prova no presídio. “A partir desse ano, esses presos vão para o regime semiaberto e a lei de execução penal permite quando o preso está no semiaberto a possibilidade de sair para estudar”.

As matrículas já foram feitas. Esta é a primeira vez que detentos são aprovados no vestibular para o IF em Inconfidentes, que aprova a iniciativa. “Pra gente é motivo de orgulho a possibilidade da gente poder mudar a vida dessas pessoas, dessas famílias. E nada mais justo que isso aconteça por meio da educação”, conclui o diretor Luiz Flávio. 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário






Nosso Whatsapp

 (35)99719-4583

Visitas: 39530
Usuários Online: 5
Copyright (c) 2019 - CARMO